Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | novembro 26, 2010

novo BLOG

Olá amigos peço desculpas por nãodeixar o blog sempre atualizado é porque estou com umnovo trabalho sobre brasileiros que atuam em divisões de base de outros países. Chama Brasileiros da Base, clique aqui.

Anúncios
Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | novembro 8, 2010

Jogadores de um clube só

A revista esportiva do Lance abordou nesse último mês uma reportagem sobre os jogadores de uma equipe só. Coisa pouco comum nos dias de hoje. Citaram alguns jogadores ingleses da atualidade, como Ryan Giggs, Paul Scholes, Bailie, Gary Neville. Podemos dizer que a Inglaterra mantém muitos altetas porque os treinadores permanecem por bastante tempo, logo remetemos a Sir Alex Ferguson, dos Red Devils, e Arsene Wenger, no Arsenal. Historicamente trago mais alguns nomes que fizeram parte de apenas uma equipe:

Bob Crompton (Blackburn): 1896-1920 / 24 temporadas

Ted Sagar (Everton): 1929-1953 / 24 temporadas

Alan Knight (Portsmouth): 1978-2000 / 22 temporas

Leslie Compton (Arsenal): 1930-1952 / 22 temporadas

Billy Liddell (Liverpool): 1939-1961 / 22 temporadas

Jack Charlton (Leeds United): 1952-1973 / 21 temporadas

Os irmaõs Charlton, Jack, de branco, e Bobby, de vermelho (foto=dailymail)

Jim Williamson (Middlesbrough): 1902-1923 / 21 temporadas

Jerry Dawson (Burnley): 1907-1929 / 21 temporadas

Shaw Joe (Sheffield United): 1945-1966 / 21 temporadas

Robert Mckinlay (Nottingham Forest): 1949-1969 / 20 temporadas

Tony Adams (Arsenal): 1983-2002 / 19 temporadas

Na atualidade alguns atletas que podem chegar a esse patamar, tirando Giggs, Scholes e Gary Neville são:

 O zagueiro Ledley King, já há 13 temporadas no Tottenham. Soma cerca de 300 jogos, número baixo se não fosse as lesões frequentes.   Steven Gerrard, meia do Liverpool, sempre cobiçado pelas grandes equipes, mas dificilmente sairá de Anfield Road. É o capitão e símbolo dos Reds. 13 temporadas também. Possui mais de 500 jogos. Outro jogador do Liverpool é Carragher. Nem tão famoso quanto o anterior, mas já soma 15 temporadas no clube. o zagueiro e as vezes lateral já contabiliza mais de 630 jogos. John Terry é o símbolo do multinacional Chelsea. Já tem mais de 450 jogos pelos Blues em 13 temporadas.

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | novembro 8, 2010

Em 105 anos de história clube nunca havia contratado jogador

É isso mesmo, um clube da divisão distrital da Inglaterra contratou um jogador pela primeira vez em 105 anos de história. Fundado em 1905, o Peterborough Northern Star pagou cerca de 750 librar pelo português Avelino Vierra, que atuava no rival, o Blackstones. Terminou a última temporada com 13 gols em 22 jogos. A contratação foi feita no início da temporada. O atacante de 22 anos, já disputou 19 jogos, marcando seis gols. Em uma das partidas foi considerado o homem do jogo. Será que valeu a pena gastar esse dinheiro?

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | novembro 8, 2010

Sevilla grande parceiro de Real e Barça!

Nos últimos anos uma equipe espanhola tem ganhado muita força no cenário europeu: o Sevilla. Tanto pelos títulos da Copa da Uefa, mas também pelas boas campanhas na Liga. Além destes resultados, a equipe que sempre investe em brasileiros, tem uma cantera de respeito.  Que digam Real Madrid e Barcelona. Sem entrar no mérito dos jogadores, o Sevilla é o grande fornecedor de Barcelona e Real, pelo menos nos últimos anos.

O “fornecedor” já embolsou cerca de 113 milhões de Euros das duas equipes. O time madridista pagou 52 milhões por Sérgio Ramos e Júlio Baptista, que hoje atua na Roma, enquanto que Keita, Daniel Alves e Adriano, pararam no Camp Nou por 61 milhões de Euros. Ainda bem que renovaram o contrato de Jesús Navas, se não ele seria o próximo.

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | novembro 7, 2010

Conhecendo um pouco mais de Wesley Sneijder

A decisão de melhor jogador da Fifa sairá no final do ano e um dos mais cotados para ganhar o posto é Wesley Sneijder. As boas atuações na Copa do Mundo, que ajudaram a eliminar o Brasil, e o título da Liga dos Campeões da Europa o credenciam a isto. O holandês que foi dispensado pelo Real Madrid, achou um lugar ao sol na Inter de Milão, quando ainda era comandado por José Mourinho.

Sneijder nasceu no dia 9 de junho, em Utrecht, e começou a jogar bola nas ruas de Ondiep, bairro onde foi criado. Um bairro caracterizado pelos distúrbios e pelos problemas sociais. Filho e neto de jogadores, assim como dois outros irmãos, Sneijder quando foi fazer teste nas divisões de base do Ajax, não ficou apenas pela qualidade técnica, mas por que protegia e disputava como ninguém, destacando-se dos demais. Isso foi com apenas 7 anos. Antes do Ajax ingressou no principal clube da cidade, o DOS, atual Utrecht.

Quando chegou ao time de Amsterdan chegou juntamento com seu irmão, Jeffrey. Os dois acabaram passando, mas apenas Wesley chegou à equipe principal com idade de júnior. Seu irmão não teve tanto sucesso quanto Wesley. Em 2002/03, com Ronald Koeman no comando, Wesley chegou ao profissional se juntando a jogadores renomados como o romeno Chivu e o sueco Zlatan Ibrahimovic. Sua estreia deu-se contra o Willen II, em fevereiro de 2003.

Depois da estreia a oportunidades vieram. A estrela do jogador falou mais alto e aos poucos foi consolidando no time titular. No ano de estreia (2003) e no ano seguinte recebeu o prêmio de talento holandês do ano. Em 2007 recebeu o título de jogador do ano do clube. No ano seguinte veio a transferência para Madrid. Os 27 milhões de Euros pago pelo time espanhol tornou-se na segunda transferência mais cara do futebol holândes.

Em julho do ano passado, Wesley Sneijder casou com a apresentadora holandesa Yolanthe Cabau. Após a união ele converteu-se ao catolicismo, por influência da esposa e de alguns companheiros. A estreia pela seleção principal foi em abril de 2003, contra Portugal, num amistoso.

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | outubro 20, 2010

Em se tratando de Real Madrid quem foi melhor: Lass Diarra ou Makelele

Makelele era um dos pilares no time dos Galáticos (foto= corazonblanco)

Meias defensivos e com forte poder de marcação, uma revista espanhola fez algumas comparações, entre Makelele e Diarra, dois jogadores franceses e que atua, no caso de Lass, ou atuou, no caso de Makelele. Entre as comparações, levou-se em conta cinco atributos: Recuperação, Físico, Polivalência, Passes e disparos. Confira e veja quem foi melhor.

Recuperação: Makelele (É mais defensivo)

Físico: Lass (Apesar das estaturas, são dois jogadores com grande potência física. Lass ocupa uma grande parcela do gramado, é rapido nos cortes e veloz nas coberturas)

Polivalência: Lass (Pode desempenhar suas funções no meio defensivo, sua posição de origem. Pode jogar na parte direita do meio. E arriscar, as vezes, ao ataque)

Passes: Makelele (Lass é um passador aceitável, mas perde mais bolas do que recupera. Makelele perdia poucas bolas e se limitava desempenhar aquilo que era sua função: recuperar e entregar rapidamente aos companheiros com passes curtos)

Disparos: Lass (É mais habitual vê-lo chutando do que Claude, embora não tenha tanta precisão nos chutes)

Caminhos iguais. Quem é quem?

Quem é Lass Diarra: Lassana Diarra é meia, nascido em Paris. O apelido Lass foi dado após ele nao gostar de ser chamado de Diarra II, já que havia um maliano de mesmo nome. Militou nas categorias do Nantes, onde chegou a disputar a segunda divisão francesa.  Em 2005, chegou ao Chelse, sendo um dos atletas mais jovens a vestir a camisa dos Bleus. Ganhou uma Premier League e uma Carling Cup. Foi levado em seguida para o Arsenal, por Wenger, mas logo foi emprestado ao Portsmouth. Da Inglaterra para o Real Madrid. A estreia pelo time madridista aconteceu no dia 4 de janeiro 2009, contra o Vilarreal

Lassana orienta companheiros (foto=abola)

Quem é Makelele: Claude Makelele foi um jogador do Real Madrid, na época dos Galáticos. Nasceu no Congo, mas atua pela seleção francesa. Chegou a Paris com quatro anos de idade. Começou a jogar futebol em Brest (França) e fichou pelo Nantes. Ficou na equipe por cinco temporadas. Passou pelo Olympique de Marselha, por onde não teve boa relação com o treinador. Foi para a Espanha. Passou pelo Celta de Vigo, antes de chegar ao Real Madrid. Passou por Chelsea e PSG. Com a seleção francesa são mais de 50 jogos. Disputou as Olímpiadas de 1996 e os Mundiais de 2002 e 06.

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | outubro 14, 2010

Estatísticas de Guardiola no Camp Nou

Guardiola ainda está começando sua carreira como treinador, porém alguns números dão inveja a muitos treinadores experientes. Nas 100 primeiras partidas no comando do clube, ninguém ganhou mais do que ele. Foram 71 vitórias, contando apenas partidas oficiais. Esse retrospecto favorável garantiu os seis títulos do clube na temporada 2008/09, Liga dos Campeões, Mundial, Campeonato Espanhol… Foram 71 triunfos, 19 empates e apenas 10 derrotas, uma a cada dez jogos.

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | outubro 14, 2010

Kluivert agora é treinador

O ex-atacante de Barcelona e seleção holandesa, Patrick Kluivert, deixou o campo para ser treinador. Ele foi aprovado em curso para treinadores na Holanda, após 15 meses estudando.  O ex- jogador que encerrou a carreira com 31 anos, já fez parte do “staff” técnico de Louis Van Gaal, quando este treinava o AZ Alkmaar. Já dirigiu uma das filiais do PSV, um de seus antigos clubes, passou rapidamente pelo futebol australiano e agora dá seu grande passo na carreira. Será treinador assistente do NEC Nijmegen.

Kluivert despontou no Ajax, em 1994 (foto=ANP)

É importante ressaltar que a oportunidade dada a Kluivert como jogador, no Ajax, foi depois que o time de Amsterdã não conseguiu fechar com Ronaldo, que acabou indo para o PSV. Van Gaal que o lançou no time principal disse: “Eles tem Ronaldo, nós temos Kluivert”. Mais tarde, o atacante passaria também pelo time de Eindhoven. Ainda passou por Milan, Valencia, Newcastle, Lille. Ao longo da carreira foram marcados 246 gols.

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | agosto 27, 2010

OPNIÃO: PH machucado? Todos perdemos

Hoje era para ser a segunda parte do Internacional, campeão da Libertadores, porém não como deixar de comentar sobre a lesão de Paulo Henrique Ganso, meia do Santos. A promessa rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e sofreu ainda lesão de menisco. Só voltará a jogar em fevereiro do ano que vem. Com essa contusão do jogador que será submetido a cirurgia, todos perdemos.

Ganso estava trazendo de volta a magia da camisa 10. Estava resgatando a imagem do futebol bonito. Estava tirando o espaço dos “brucutus” e fazendo a bola correr. Visão de jogo com muita técnica e não pancada, atrás de pancada. Quem vestirá a camisa dez do santos? Quem vestirá a camisa da seleção? O único diferente se tornou igual. As coisas estavam começando a mudar, agora vamos ter que esperar mais 6 meses.

Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | agosto 26, 2010

ESPECIAL: Grandes clubes de olho em promessa do Santa Cruz

O meia Victor Hugo pode estar fazendo seus últimos jogos com a camisa do Santa Cruz de Recife, o jovem jogador é um dos destaques do time nesta Série D, o jogador, que recebe apenas R$ 500 para vestir a camisa do clube, deve deixar o Arruda no fim do ano. 

Fontes ligadas as jogador dizem que ele estaria com um pré contrato assinado com um clube do Brasil ou exterior, intermediado pela empresa KMS SPORTS do empresário Camilo Abranches e o SEM GROUP da Inglaterra do empresário Jerome Anderson (um dos maiores grupos do mundo em investimentos em futebol).

Aos 19 anos, Victor Hugo segue a rotina da maioria dos trabalhadores. E é justamente isto que o diferencia da realidade dos jogadores de futebol que defendem os maiores clubes do Brasil (de acordo com matéria exibida em rede Nacional pelo Canal SPORTV). Ao invés de carros importados, o atleta pega dois ônibus para chegar ao treino, “sacrifício” encarado com tranqüilidade, sob a justificativa de que precisa ajudar a família. “Eu, minha esposa e meu filho ainda moramos na casa dos meus pais. Sonho em poder comprar uma casa pra minha família”, revelou o jogador. A oportunidade de vestir a camisa do Santa Cruz, clube do qual Victor Hugo é torcedor declarado, surgiu como a porta que conduziria o jogador ao sucesso.

 De fato, a habilidade e a velocidade do meia chamaram a atenção do ex-técnico Dado Cavalcanti e foram confirmadas pelo atual treinador Givanildo Oliveira, entretanto, os bons desempenhos não foram suficientes para convencer a diretoria de que o meia merecia um aumento. O jogador tem habilidade, bom drible e finalizador, muitos dizem que tem estilo semelhante Juninho Paulista que atuou no São Paulo e seleção brasileira.

Desentendimento entre o empresário do jogador, Luiz Ferreira e a diretoria do clube pode ser o estopim dessa discórdia, o empresário enviou uma proposta à diretoria do clube, naturalmente reivindicando a renovação do contrato, que se encerra em janeiro de 2011. A resposta, no entanto, não agradou a diretoria do clube que teria oferecido R$ 3 mil mensais pela prorrogação. Mas a proposta oferecida não foi aceita: “Por este valor ele não fica mais no Arruda”, decretou Ferreira.

*matéria publicada no site FUTNET

Older Posts »

Categorias