Publicado por: GUILHERMEPANNAIN | agosto 26, 2010

ESPECIAL: Grandes clubes de olho em promessa do Santa Cruz

O meia Victor Hugo pode estar fazendo seus últimos jogos com a camisa do Santa Cruz de Recife, o jovem jogador é um dos destaques do time nesta Série D, o jogador, que recebe apenas R$ 500 para vestir a camisa do clube, deve deixar o Arruda no fim do ano. 

Fontes ligadas as jogador dizem que ele estaria com um pré contrato assinado com um clube do Brasil ou exterior, intermediado pela empresa KMS SPORTS do empresário Camilo Abranches e o SEM GROUP da Inglaterra do empresário Jerome Anderson (um dos maiores grupos do mundo em investimentos em futebol).

Aos 19 anos, Victor Hugo segue a rotina da maioria dos trabalhadores. E é justamente isto que o diferencia da realidade dos jogadores de futebol que defendem os maiores clubes do Brasil (de acordo com matéria exibida em rede Nacional pelo Canal SPORTV). Ao invés de carros importados, o atleta pega dois ônibus para chegar ao treino, “sacrifício” encarado com tranqüilidade, sob a justificativa de que precisa ajudar a família. “Eu, minha esposa e meu filho ainda moramos na casa dos meus pais. Sonho em poder comprar uma casa pra minha família”, revelou o jogador. A oportunidade de vestir a camisa do Santa Cruz, clube do qual Victor Hugo é torcedor declarado, surgiu como a porta que conduziria o jogador ao sucesso.

 De fato, a habilidade e a velocidade do meia chamaram a atenção do ex-técnico Dado Cavalcanti e foram confirmadas pelo atual treinador Givanildo Oliveira, entretanto, os bons desempenhos não foram suficientes para convencer a diretoria de que o meia merecia um aumento. O jogador tem habilidade, bom drible e finalizador, muitos dizem que tem estilo semelhante Juninho Paulista que atuou no São Paulo e seleção brasileira.

Desentendimento entre o empresário do jogador, Luiz Ferreira e a diretoria do clube pode ser o estopim dessa discórdia, o empresário enviou uma proposta à diretoria do clube, naturalmente reivindicando a renovação do contrato, que se encerra em janeiro de 2011. A resposta, no entanto, não agradou a diretoria do clube que teria oferecido R$ 3 mil mensais pela prorrogação. Mas a proposta oferecida não foi aceita: “Por este valor ele não fica mais no Arruda”, decretou Ferreira.

*matéria publicada no site FUTNET

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: